O antivírus acusa o Plagius como suspeito, o que isso significa?

Alguns Antivírus podem apontar o Plagius como vírus ou como suspeito. Certamente se trata de falso positivo.

Isso geralmente ocorre por dois motivos:

1. O Plagius não é um programa popular o suficiente para constar na base de dados de programas confiáveis de todas empresas que desenvolvem os Antivírus. Logo, alguns softwares automaticamente marcam tudo que não conhecem como suspeito.

2. Alguns Antivírus funcionam por detecção de comportamento.
O Plagius faz diversas requisições automatizas para sites da Internet, infelizmente esse também é o comportamento de alguns vírus, por isso o Plagius é marcado como suspeito mesmo não se tratando de um comportamento verdadeiramente malicioso.

Em mais detalhes, o Plagius funciona como um bot: ele quebra o texto da análise em frases, e envia estas frases para mais de 30 diferentes motores de busca da Internet de forma automatizada.

Depois de obter o resultado dos sites de busca, o Plagius também abre cada endereço retornado nestas buscas para uma comparação direta com o texto de cada site apontado.

Por fim, além de realizar inúmeros acessos automatizados à Internet, eventualmente o Plagius pode encontrar algum endereço conhecidamente na lista de site maliciosos dos Antivírus, estes antivírus percebem o acesso a um site malicioso, e apontam atividade suspeita do Plagius.

Mesmo eventualmente isso podendo ocorrer, o Plagius não executa scripts dos sites da Internet, apenas interpreta o html, logo o usuário não fica exposto a eventuais códigos maliciosos hospedados na Internet.

O que fazer?

Se uma mensagem do antivírus surgir no momento do download, você deverá forçar o download, cada antivírus possui uma opção diferente para isso.

Recomendamos inserir o Plagius na lista de exceção (lista branca) do seu antivírus, ou até mesmo desativá-lo para utilizar o Plagius.

O arquivo (executável) que você deve adicionar na lista de exceções do seu antivírus é o seguinte:

 C:\Program Files (x86)\Plagius\PlagiusDesktop.exe

:!: Mesmo o antivírus não barrando o Plagius, alguns podem interferir no funcionamento do programa. Podem bloquear acesso à internet, ou afetar diretamente o funcionamento do Plagius. Por isso recomendamos desativar o antivírus sempre que o Plagius aparentar não funcionar adequadamente.

Para mais informações, veja as últimas análises do VirusTotal (um site que analisa arquivos com diversos antivírus do mercado):

Análise do instalador do Plagius https://www.virustotal.com/gui/file/128e55639b9114b7763bca5b9115f443506f841795b2d2cd45bb9790cb32c1a1/detection

Análise do executável do programa: https://www.virustotal.com/gui/file/24eb12440757cfd215b691d3873c4a6ed0c282eb9f524374c1192f809b178b7e/detection

Instruções para o Norton Antivírus

Eventualmente o Norton Antivírus pode apontar indevidamente o Plagius como suspeito, apesar de um pouco complicado há como configurar o Norton para ignorar o Plagius:

Listamos duas maneiras para fazê-lo:

  1. Tentar fazer o download, instalar normalmente e restaurar o arquivo da quarentena cada vez que ele for excluído:
    • Para isso você deve clicar em “Segurança” e “Histórico” na tela principal do Norton;
    • Em “Mostrar” selecione “Quarentena”;
    • Cada vez que você encontrar “PlagiusDesktop.exe” ou “Setupplagiusprolatest.exe” clique em “Restaurar” ou em “Opções” e “Restaurar e excluir este arquivo”. (é importante escolher a opções que excluem este arquivo das futuras verificações).
    • Sempre que restaurar um arquivo, você deverá tentar executar o último passo novamente.
  2. Ou você pode ir diretamente em “Configurações” , “Antivírus”, “Verificações e Riscos”, clicar em “Configurar [+]” de Itens a serem excluídos da detecção Auto-protect…
    • Nesta tela adicione a pasta “C:\Program Files (x86)\Plagius”.
    • Desative o antivírus, com o antivírus desativado, baixe e instale o Plagius, e, ao ativar o antivírus novamente, o Plagius já estará na pasta que será ignorada.

Instruções para o Kaspersky Antivírus

O Kaspersky pode eventualmente considerar o Plagius como suspeito, há como configurá-lo para permitir o uso do Plagius:

  • Antes de começar, clique com o botão direito no ícone do Kaspersky na bandeja e pause a proteção;
  • Após, baixe e instale o Plagius normalmente;
  • No Kaspersky, você deve ir em: Configurações (engrenagem no canto inferior esquerdo), Adicional, “Ameaças e Exclusões” e clique em: “Gerenciar Exclusões”;
  • Clique em Adicionar, e informe o executável do Plagius na caixa de texto superior, o padrão é este:

C:\Program Files (x86)\Plagius\PlagiusDesktop.exe

  • Confirme todas as telas e feche tudo;
  • Ative o Kaspersky novamente, tudo deverá funcionar normalmente.
  • :!: Quando você cadastra uma exceção e informa o programa, existe um campo chamado: “Objeto”. Nesse campo você deve informar: *
    • Em nosso ambiente de testes funcionou apenas por um tempo sem o asterisco.

Instruções para o Avast Antivírus

O principal problema causado pelo Avast Antivírus é o “Módulo Internet”, este módulo intercepta todas requisições automáticas realizadas pelo Plagius bloqueando o acesso do Plagius à Internet.

Para o Plagius funcionar corretamente, você deverá: desativar o Avast, ou o “Módulo Internet”, ou adicionar o Plagius na lista de exceção do Avast.

Para adicionar o Plagius nas Exceções do Avast, siga os passos:

  • Abra o Avast e acesse o Menu
  • Clique em “Configurações”
  • Escolha a seção “Exceções” que fica dentro de “Geral”
  • Clique em “Adicionar Exceção”
  • Clique em “Procurar” e procure pela pasta onde o Plagius está instalado, geralmente fica em: “C:\Program Files (x86)\Plagius” e clique em OK.
  • Pronto.

Se você tiver alguma dificuldade, o suporte de cada antivírus pode fornecer uma ajuda mais precisa, mas nosso suporte também estará a disposição para ajudar.