O antivírus acusa o Plagius como suspeito, o que fazer?

Alguns antivírus podem apontar o Plagius como algum vírus ou como suspeito. Mas trata-se claramente de falso positivo. Isso geralmente ocorre por dois motivos:

  • O Plagius é pouco conhecido, não consta a base de dados de programas confiáveis de empresas de segurança, logo marcam tudo que não conhecem como suspeito.
  • Outros antivírus funcionam por detecção de comportamento, como o Plagius faz diversas requisições na internet, esse comportamento pode ser eventualmente interpretado como suspeito.

Se uma mensagem do antivírus surgir no momento do download, você deverá forçar o download, cada antivírus possui uma opção diferente para isso. Recomendamos inserir o Plagius na lista de exceção (lista branca) do seu antivírus, ou até mesmo desativá-lo para utilizar o Plagius.

O arquivo (executável) que você deve adicionar na lista de exceções do seu antivírus é o seguinte:

 C:\Program Files (x86)\Plagius\PlagiusDesktop.exe

:!: Mesmo o antivírus não barrando o Plagius, alguns podem interferir no funcionamento do programa. Podem bloquear acesso à internet, ou afetar diretamente o funcionamento do Plagius. Por isso recomendamos desativar o antivírus sempre que o Plagius aparentar não funcionar adequadamente.

Para mais informações, veja as últimas análises do VirusTotal (um site que analisa arquivos com diversos antivírus do mercado):

Análise do instalador do Plagius https://virustotal.com/en/url/7c3d5b92350a878c70f0fc137d77b3fe2189edd9736e79858b97691ae066291d/analysis/1493224554/

Análise do executável do programa: https://virustotal.com/en/file/db705862bc81cfe193b55ab4bbca95077716196121152b93defa6d0440513d9b/analysis/1493225352/

Instruções para o Norton Antivírus

Eventualmente o Norton Antivírus pode apontar indevidamente o Plagius como suspeito, apesar de um pouco complicado há como configurar o Norton para ignorar o Plagius:

Listamos duas maneiras para fazê-lo:

  1. Tentar fazer o download, instalar normalmente e restaurar o arquivo da quarentena cada vez que ele for excluído:
    • Para isso você deve clicar em “Segurança” e “Histórico” na tela principal do Norton;
    • Em “Mostrar” selecione “Quarentena”;
    • Cada vez que você encontrar “PlagiusDesktop.exe” ou “Setupplagiusprolatest.exe” clique em “Restaurar” ou em “Opções” e “Restaurar e excluir este arquivo”. (é importante escolher a opções que excluem este arquivo das futuras verificações).
    • Sempre que restaurar um arquivo, você deverá tentar executar o último passo novamente.
  2. Ou você pode ir diretamente em “Configurações” , “Antivírus”, “Verificações e Riscos”, clicar em “Configurar [+]” de Itens a serem excluídos da detecção Auto-protect…
    • Nesta tela adicione a pasta “C:\Program Files (x86)\Plagius”.
    • Desative o antivírus, com o antivírus desativado, baixe e instale o Plagius, e, ao ativar o antivírus novamente, o Plagius já estará na pasta que será ignorada.

Instruções para o Kaspersky Antivírus

O Kaspersky pode eventualmente considerar o Plagius como suspeito, há como configurá-lo para permitir o uso do Plagius:

  • Antes de começar, clique com o botão direito no ícone do Kaspersky na bandeja e pause a proteção;
  • Após, baixe e instale o Plagius normalmente;
  • No Kaspersky, você deve ir em: Configurações (engrenagem no canto inferior esquerdo), Adicional, “Ameaças e Exclusões” e clique em: “Gerenciar Exclusões”;
  • Clique em Adicionar, e informe o executável do Plagius na caixa de texto superior, o padrão é este:

C:\Program Files (x86)\Plagius\PlagiusDesktop.exe

  • Confirme todas as telas e feche tudo;
  • Ative o Kaspersky novamente, tudo deverá funcionar normalmente.
  • :!: Quando você cadastra uma exceção e informa o programa, existe um campo chamado: “Objeto”. Nesse campo você deve informar: *
    • Em nosso ambiente de testes funcionou apenas por um tempo sem o asterisco.